13 agosto 2009

Bíblia - Almeira Revista e Atualizada

Esta versão foi publicada em 1959 pela Sociedade Bíblica do Brasil. Uma das mais usadas pelos protestantes brasileiros, foi o resultado de treze anos de trabalho de cerca de trinta revisores, baseando-se no chamado Texto Crítico do originais grego e hebraico, em vez de seguir o tradicional Textus Receptus ("texto recebido"), único à disposição na época de Almeida. Quanto à linguagem, procurou-se um equilíbrio entre a linguagem erudita e a popular.

Leia mais...

RETIRADO DO AR POR REQUISIÇÃO DOS DETENTORES DOS DIREITOS AUTORAIS
(prezados detentores dos direitos, queiram por favor deixar algum contato para que possamos entrar em contato e conversar sobre o assunto. Tenho certeza que este blog estava abençoando vidas e equipando estudiosos da Palavra, que certamente são seus clientes, e estão trabalhando para multiplicar discípulos e, conseqüentemente, clientes em potencial. Certamente poderemos resolver algumas coisas na base do diálogo, e não na forma de ameaça judicial, conforme nos exorta 1Co 6. Obrigado)

7 comentários:

Anônimo disse...

Ola Tiago,

Existe a versão NVI em Português para POCKET eSword?

Obrigado,
Nathan

Anônimo disse...

Olá Tiago, excelente iniciativa... mas o sistema de Download é muito ruim. Não é possível baixar direto do blogg?

Esli

Fernando dos Santos disse...

Essa bíblia é compatível com o samsung I8000?

SBB disse...

NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL ACERCA DO USO INDEVIDO DO TEXTO DA TRADUÇÃO DE PROPRIEDADE EXCLUSIVA DA NOTIFICANTE

Barueri-SP, 25 de novembro de 2011.
 
A/C: S-word - centro de recursos de software

Ref.: Uso Indevido de Texto de Propriedade da SBB.

A SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL - SBB (NOTIFICANTE), vem, apresentar a presente NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL para que V.Sas., RETIREM IMEDIATAMENTE os textos de propriedade da SBB cujos conteúdos encontram-se no link abaixo:

http://e-swordbrasil.blogspot.com/2009/08/biblia-almeira-revista-e-atualizada.html

Bíblia Almeida Revista e atualizada

Porquanto, está sendo divulgado/utilizado sem a devida autorização da SBB.


Cabe expor, ainda, caso a presente Notificação não seja IMEDIATAMENTE acatada, que a NOTIFICANTE não medirá esforços no sentido de proteger os seus interesses, buscando a prestação jurisdicional se necessário for, com o ajuizamento nos foros civil e criminal das ações pertinentes, invocando as leis pertinentes em especial a Lei 9.610/98, além do Código Civil e Penal.

Em tais condições e para a finalidade de prover a conservação e ressalva de seus direitos e manifestar sua intenção de modo formal, especialmente para a NOTIFICADA não alegar ignorância e instituir-se a mora nos termos do Código Civil, fazer-se a presente NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL na forma da legislação vigente.

Desta feita, encontramo-nos ao inteiro dispor, para solucionarmos os problemas constatados, evitando-se uma demanda judicial.

Sendo este o motivo da presente, subscrevemo-nos.

Atenciosamente.

Sociedade Bíblica do Brasil

SBB disse...

Para contatar-nos e solicitar autorização para uso de texto, basta entrar em nosso site. Lá consta o e-mail: direitos@sbb.org.br. Obrigada

Anônimo disse...

Incrível como a SBB se considera detentora dos direitos de um livro cujo autor é Deus. Quem deu à SBB o direito de se apropriar de qualquer versão ou tradução? Quem deu aos tradutores o direito de autoria sobre suas obras, uma vez que os originais são de domínio público? Aos que não liberam a Palavra de Deus se não forem pagos, sugiro confessarem seus pecados e buscarem a Deus ou continuarem orando ao seu deus Mamom. As duas coisas não podem continuar sendo feitas ao mesmo tempo. Posto como anônimo, porque não confio na SBB e sei que não ligam para 1Co 6 ou para qualquer outro texto da Bíblia. Só se importam em vendê-los.

Anônimo disse...

Ela deveria se chamar SBB E CIA. Não passa de uma Companhia de aproveitadores que acharam um meio de ganhar dinheiro usando algo que Deus deixou para a humanidade de graça... Se reeditam Bíblia e dizem que fazem a Obra de Deus, deveriam viver de doações e não de venda de valores estipulados - isso não é obra de Deus e sim obra de Mamom. Esse pessoal deveriam ter vergonha na cara e ser coerente com aquilo que dizem crer, já que acredito que seus fundadores e administradores são em boa parte formada por crentes. Farei o meu comentário de forma anônima pelo mesmo motivo do amigo acima, já que um grupo que age como a SBB age não deve ser de Cristãos e sim de mercenários.